Em vários países, onde são desenvolvidos estudos com seres humanos, foram estabelecidas normas e leis que garantem a ética nas pesquisas e o respeito à dignidade do ser humano.

No Brasil, foi elaborada a Resolução do Conselho Nacional de Saúde n.º 196/96 para debater os aspectos éticos relacionados às pesquisas em seres humanos.

Esta resolução foi criada para defender a autonomia, não maleficência, beneficência e justiça, além de assegurar os direitos e deveres que dizem respeito, principalmente à comunidade científica e aos sujeitos em pesquisa.

Todos os estudos clínicos, antes de serem realizados, são analisados pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) e pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP).